Manual da ECF Tem 1.308 Páginas…

A última versão do Manual da ECF – Escrituração Contábil Fiscal, aprovada pelo Ato Declaratório Executivo Cofis 43/2015, tem 1.308 páginas de instruções (versão em PDF disponibilizada na página do SPED em 03.06.2015).

Nota: posteriormente à publicação desta postagem, a Receita Federal, através da página do SPED, informou a substituição dos arquivos em Word e em PDF do referido manual e foi disponibilizada a versão correta – esta nova versão tem 1.323 páginas, na versão PDF.

Lembrando que, além da ECF, cujo prazo final de entrega encerra-se em 30.09.2015, as empresas também terão que entregar a ECD – Escrituração Contábil Digital, ainda neste mês de junho. O Manual da ECD, em comparação, tem (apenas…) 322 páginas.

Surpreende a complexidade de informações e a relativa exiguidade do tempo para cumprir tantas minúcias fiscais. Ainda que a DIPJ tenha sido extinta, certamente haverá extrema dificuldade das empresas em geral em cumprir estas 2 obrigações nos prazos fixados.

O que se sugere é que as entidades empresariais procurem pressionar a Receita Federal no sentido de reduzir tamanha complexidade de informações, e não apenas pleitear o adiamento do prazo de entrega (pois isto apenas adiará o problema).

No quesito complexidade tributária, certamente o Brasil é campeão mundial, disparado. Resta poucas opções ao contribuinte, senão investir recursos preciosos (ainda mais considerando que 2015 é um ano de retração econômica) para atender ao fisco – dinheiro que certamente poderia ser melhor investido em melhorias de produtividade e inovação tecnológica.

Por estas e outras, a China agradece. Fabricamos aqui dificuldades, problemas, desemprego, desinvestimento, inflação, normas e outras parafernálias contra o empreendedorismo. Enquanto isto, na China, há clara disposição para tornar o país o número 1 no desempenho econômico mundial, desbancando os EUA. É o Brasil, no grupo de Argentina, Venezuela e Bolívia, em atraso na mentalidade governamental.

Sugestão: escreva para seu sindicato, para os congressistas, mídias, etc. e inclua este artigo ou parte dele em blogs e demais redes sociais – somente com a pressão de empreendedores é que traremos alguma racionalidade à administração burocrática fiscal deste país.

Sobre Portal Tributário
Informações Tributárias, Contábeis e Trabalhistas

6 Responses to Manual da ECF Tem 1.308 Páginas…

  1. Wlademir Esteves says:

    Tem um detalhe…sindicato??,Conselho???Congressista?? Desculpe (defina para mim) isso…Pois nossa profissão..é a mais avacalhada que exite..Ninguém lhe da suporte você esta sozinho, neste Imenso lodaçal…que é este país….

    Curtir

  2. Davi says:

    Bem oportuno este post. Realmente estamos andando para trás. Cada vez mais os contadores estão trabalhando para a RFB. Cada vez mais os empresários e trabalhadores desse país estão sendo esmagados pela carga tributária elevadíssima e pelo mal emprego dos recursos públicos. Além dá má gestão(que nos dá uma tremenda indigestão), há os desvios e roubos milionários de recursos, as corrupções sem impunidade dos políticos chefes de quadrilhas envolvidos que “não sabiam de nada”, e assim por diante. E agora, quem poderá nos defender? Tudo isso é um absurdo!

    Curtir

  3. Sérgio Uzun Júnior says:

    Excelente matéria ! Hoje , graças a estas novidades , sinto-me como um profissional totalmente superado e com uma responsabilidade enorme que não me sinto em condições de arcar . Perdi o gosto pela profissão e acredito não ver horizontes que tragam alguma simplificação na relação Contribuinte x Fisco , visto o nível dos nossos congressistas , magistrados etc .O que impera aqui é o domíno dos TECNOCRATAS . As matérias são cada vez mais complexas , dúbias , deixando margens para dúvidas e , parece , que é orquestrado neste sentido , para que o contribuinte caia em uma destas armadilhas e leve o contador junto . O Fisco arranjou fiscais ‘de graça’ dentro das empresas e certos elementos da alta cúpula da profissão contábil encaram isso como ‘valorização profissional’ , vivendo em uma verdadeira ilha – paraíso fiscal , não porque se aproveita alguma coisa mas que servem aos propósitos do Fisco de tudo controlar como um verdadeiro BBB .
    Sérgio Uzun Júnior – Contador ( ou ex , já não sei se posso me considerar assim …….. )

    Curtir

    • carmen says:

      Bom dia!
      Compactuo com a mesma opinião, o Brasil terra de escravos brancos que acham viver a alforria, enquanto não fizermos uma revolução “empresarial”, enquanto o recurso do mesmo seja empregado em saúde, educação como deveria ser, ou até os dinheiro roubado pelos corruptos sejam 100% devolvidos ao cofres públicos e que estes mesmos nunca mais tenham o direito de de ocupar cargos públicos, etc… Até lá continuaremos sendo escravos brancos, negros e pardos.

      Curtir

  4. Cláudio says:

    Sinceramente, não entendo esse país, tanta complexidade e muita corrupção! O Brasil,ainda, anda a passos de tartaruga ( digo aquela da idade pré histórica: Grande, Pesada e Lenta). Tá difícil, viu?

    Curtir

  5. Antonio Hélio says:

    Na verdade, tudo neste país funciona no famoso “guéla-abaixo”; fazem o que querem que nós cumprimos.

    Curtir

Obrigado pelo seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: