Entenda a Substituição Tributária no ICMS

A Substituição Tributária pode ser conceituada como sendo o regime pelo qual a responsabilidade pelo ICMS devido em relação às operações ou prestações de serviços é atribuída a outro contribuinte.

Temos então:

Contribuinte Substituto

É o responsável pela retenção e recolhimento do imposto incidente em operações ou prestações antecedentes, concomitantes ou subsequentes, inclusive do valor decorrente da diferença entre as alíquotas interna e interestadual nas operações e prestações de destinem mercadorias e serviços a consumidor final.

Geralmente será o fabricante ou importador no que se refere às operações subsequentes.

Contribuinte Substituído

É aquele que tem o imposto devido relativo às operações e prestações de serviços pago pelo contribuinte substituto.

Quando Ocorre

O regime da sujeição passiva por substituição tributária aplica-se nas operações internas e interestaduais em relação às operações subsequentes a serem realizadas pelos contribuintes substituídos.

Mercadorias sujeitas

Entre as mercadorias cuja sujeição nas operações foi determinada por Convênios/Protocolos subscritos por todos os Estados e/ou por uma maioria podemos citar

a) – fumo;

b) – tintas e vernizes;

c) – motocicletas;

d) – automóveis;

e) – pneumáticos;

f) – cervejas, refrigerantes, chope, água e gelo;

g) – cimento;

h) – combustíveis e lubrificantes;

i) – material elétrico.

Existem, também, mercadorias que foram objetos de Protocolo subscrito apenas por algumas Unidades da Federação que estão sujeitas ao regime da substituição tributária apenas em operações interestaduais:

a) – discos e fitas virgens e gravadas;

b) – bateria;

c) – pilhas;

d) – lâminas de barbear;

e) – cosméticos;

f) – materiais de construção.

ICMS Cobrado na Nota

O ICMS-Substituição (ICMS-ST), também denominado imposto retido, ao contrário do ICMS normal, que se encontra embutido no preço, será cobrável “por fora” do destinatário, como permitem os Convênios e Protocolos específicos.

Assim, no caso de mercadoria sujeita à ICMS-ST, o referido valor será “faturado” contra o cliente. Exemplo:

Total das mercadorias na nota fiscal: R$ 10.000,00

+ ICMS-ST R$ 1.000,00

= Total da nota fiscal R$ 11.000,00.

ICMS eletrônico atualizável - bases do imposto e seus principais aspectos teóricos e práticos. Linguagem acessível abrange as principais características do ICMS e Tabela do CFOP. Clique aqui para mais informações. ICMS – Teoria e Prática

Mais informações

Pague em até 6x sem juros no cartão de crédito!

ComprarClique para baixar uma amostra!

Boletim Tributário e Contábil 27.07.2015

POLÊMICA DA SEMANA
Nova Obrigação: Declarar (!) Planejamento Tributário
GUIA TRIBUTÁRIO ONLINE
IPI – Crédito Presumido sobre Aquisição de Resíduos Sólidos
Simples Nacional: CRT – Código de Regime Tributário e CSOSN – Código de Situação da Operação
Processo de Consulta Tributária à Receita Federal do Brasil – RFB
GUIA CONTÁBIL ONLINE
Reservas de Lucros
Terceiro Setor – Venda de Bens ou Serviços
Resumo dos Principais Lançamentos Contábeis
NOTÍCIAS
Receita Federal Simplifica Abertura e Baixa de CNPJ
Criado o Programa de Redução de Litígios Tributários – PRORELIT
Convertida em Lei a MP 670 – Reajuste da Tabela do IRF
NEGÓCIOS E CRISE
Quanto Custa o Serviço?
Monitore sua Empresa para Evitar a Falência
Des(dez)motivação
ARTIGOS E TEMAS
Diferença Entre Desconto Incondicional e Desconto Condicional
Atenção para os Critérios de Avaliação dos Estoques
Vantagens de Um Sistema de Gestão de Custos
Crédito Tributário de Aluguéis de Prédios, Máquinas e Equipamentos
ECF
Perguntas e Respostas – ECF
SIMPLES NACIONAL
Escrituração Contábil Simplificada
Simples Nacional – Dispensa de Exigência de Atos de Registro Comercial
PUBLICAÇÕES ELETRÔNICAS ATUALIZÁVEIS
Manual de Auditoria Contábil
Simples Nacional
Contabilidade do Terceiro Setor