PIS e COFINS tem nova normatização

Através da Instrução Normativa RFB 1.911/2019 foram consolidadas as regras para a apuração, a cobrança, a fiscalização, a arrecadação e a administração da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins, da Contribuição para o PIS/Pasep-Importação e da Cofins-Importação.

Em especial, os contribuintes devem se atentar para as disposições sobre a exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e da Cofins, que estão expressas no parágrafo único do art. 27 do referido regulamento.

Para fins de cumprimento das decisões judiciais transitadas em julgado que versem sobre tal exclusão do ICMS, devem ser observados os seguintes procedimentos:

1 – o montante a ser excluído da base de cálculo mensal das contribuições é o valor mensal do ICMS a recolher;

2 – caso, na determinação da Contribuição para o PIS/Pasep e da Cofins do período, a pessoa jurídica apurar e escriturar de forma segregada cada base de cálculo mensal, conforme o Código de Situação Tributária (CST) previsto na legislação das contribuições, faz-se necessário que seja segregado o montante mensal do ICMS a recolher, para fins de se identificar a parcela do ICMS a se excluir em cada uma das bases de cálculo mensal das contribuições;

3 – para fins de exclusão do valor proporcional do ICMS em cada uma das bases de cálculo das contribuições, a segregação do ICMS mensal a recolher referida no item 2 será determinada com base na relação percentual existente entre a receita bruta referente a cada um dos tratamentos tributários (CST) das contribuições e a receita bruta total, auferidas em cada mês;

4 – para fins de proceder ao levantamento dos valores de ICMS a recolher, apurados e escriturados pela pessoa jurídica, devem-se preferencialmente considerar os valores escriturados por esta na escrituração fiscal digital do ICMS e do IPI (EFD-ICMS/IPI), transmitida mensalmente por cada um dos seus estabelecimentos, sujeitos à apuração do referido imposto; e

5 – no caso de a pessoa jurídica estar dispensada da escrituração do ICMS, na EFD-ICMS/IPI, em um ou mais períodos abrangidos pela decisão judicial com trânsito em julgado, poderá ela alternativamente comprovar os valores do ICMS a recolher, mês a mês, com base nas guias de recolhimento do referido imposto, atestando o seu recolhimento, ou em outros meios de demonstração dos valores de ICMS a recolher, definidos pelas Unidades da Federação com jurisdição em cada um dos seus estabelecimentos.

Abrange tópicos especificados sobre os regimes cumulativos, não cumulativos e outros relativos às contribuições do PIS e COFINS. Contém exemplos práticos que facilitam a absorção do entendimento. Pode ser utilizado como um manual auto-didático, visando atualização profissional e treinamento na área de PIS e COFINS.Clique aqui para mais informações. PIS e COFINS – Manual Atualizável

Mais informações

Edição Eletrônica Atualizável

ComprarClique para baixar uma amostra!

Isenção tributária para compras no exterior será de US$ 1 mil a partir de 2020

Através da Portaria ME 559/2019 foi elevado o limite de compras no exterior com isenção tributária, por passageiro chegando do exterior, para US$ 1.000,00 (mil dólares dos Estados Unidos da América), a partir de 2020.

Aplica-se o regime de tributação especial aos bens adquiridos em loja franca de chegada, no montante que exceder o limite de valor global de US$ 1.000,00 (mil dólares dos Estados Unidos da América) ou o equivalente em outra moeda, observados os requisitos de controle e os procedimentos estabelecidos pela RFB.

 Envie um Whatsapp para (41) 98878-6594 e receba nossos boletins tributários, contábeis, trabalhistas e jurídicos diretamente pelo aplicativo.

Assim você se mantém atualizado sobre assuntos destas áreas sem custo algum. É cortesia da casa!

Programa ECF tem nova versão

Foi publicada a versão 5.1.8 do programa da Escrituração Contábil Fiscal  – ECF com a seguinte alteração:

– Correção do preenchimento do registro L300 no caso de mapeamento de “n” contas contábeis para “n” contas referenciais nos registros K355 e K356.

Boletim Tributário e Contábil 14.10.2019

Data desta edição: 14.10.2019

GUIA TRIBUTÁRIO ONLINE
PIS e COFINS – Importação
Restituição, Ressarcimento e Compensação de Tributos Federais
IRF – Pagamento a Beneficiário Não Identificado
GUIA CONTÁBIL ONLINE
Ajustes Contábeis de Exercícios Anteriores
Folha de Pagamento
Contabilidade para Pequenas e Médias Empresas – Normas
ORIENTAÇÕES
Simples Nacional: Como Tratar as Vendas Sujeitas a Regime Especial de Tributação no PGDAS?
Malha Fina: Como Proceder se Você Recebeu Carta da Receita Federal
ATUALIZAÇÕES
Guia Prático da EFD Contribuições Tem Nova Versão
ICMS/ST: Paraná Retira Mais de 60 Mil Itens da Incidência
EFD-Reinf: Revogada a Versão 2.0 dos Leiautes
Envie uma mensagem pelo WhatsApp para 41 98878-6594 e receba os boletins no seu celular!
PARCELAMENTOS
São Paulo Parcelará Débitos de ICMS com Redução de Multa e Juros
FGTS: Parcelamento de Débitos tem Novas Normas
ENFOQUES
RFB Explicita Armazenamento de Arquivos Digitais
Alerta sobre Fraudes em Nome da PGFN
Não recebeu o boletim anterior? Reveja o Boletim Tributário e Contábil de 07.10.2019.
ARTIGOS E TEMAS
Convênio de Rateio de Custos Comuns
Antecipação com Encerramento de Tributação do ICMS
PUBLICAÇÕES PROFISSIONAIS ATUALIZÁVEIS
eSocial: Teoria e Prática – pare de pagar caro por cursos e atualizações no eSocial!
Lucro Real x Presumido x Simples
Elaboração da DFC e DVA

logoportal

EFD-Reinf: Revogada a Versão 2.0 dos Leiautes