Boletim Tributário e Contábil 15.08.2022

Data desta edição: 15.08.2022

GUIA TRIBUTÁRIO ONLINE
IRPJ/CSLL – Taxas de Depreciação do Imobilizado
CIDE – Tecnologia
PIS e COFINS – Empresas de Software
GUIA CONTÁBIL ONLINE
Vendas em Consignação
Juros Remuneratórios do Capital Próprio – TJLP
Aquisição de Softwares
ORIENTAÇÕES
IRPF: Há Limite de Prazo para a Retificação da Declaração?
IPI – Créditos – Compra de Atacadista – Saída de Produto Isento
ENFOQUES
ICMS: Publicados Ajustes e Convênios de 09.08.2022
RFB Regulamenta Transação de Créditos Tributários – Parcelamento Pode Atingir Até 145 Meses
Não recebeu ou não pode ler o boletim anterior? Reveja o Boletim Tributário e Contábil de 08.08.2022
PUBLICAÇÕES PROFISSIONAIS ATUALIZÁVEIS
Manual do IRPJ – Lucro Real
Elaboração da DFC e DVA
Manual das Sociedades Cooperativas
Central de Atendimento ao Cliente
Quem você conhece que poderia se beneficiar com estas informações? Redirecione este informativo para seus amigos e associados!

RFB Regulamenta Transação de Créditos Tributários – Parcelamento Pode Atingir Até 145 Meses

Através da Portaria RFB 208/2022 foi regulamentada a transação de créditos tributários sob administração da Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil.

O prazo de quitação dos créditos pode chegar a 120 (cento e vinte) meses para as empresas em geral, podendo ser estendidos até 145 (cento e quarenta e cinco) meses para pessoa natural, Microempreendedor Individual (MEI), Microempresa (ME) ou Empresa de Pequeno Porte (EPP).

Os descontos na dívida podem chegar a 65%, atingindo 70% no caso de MEI, ME ou EPP.

Dentre os benefícios aplicáveis estão a possibilidade de utilização de créditos de prejuízo fiscal e de base de cálculo negativa da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), na apuração do Imposto sobre a Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ) e da própria CSLL, até o limite de 70% (setenta por cento) do saldo remanescente após a incidência dos descontos, se houver.

O devedor será notificado da proposta de transação individual formulada pela RFB por via eletrônica ou postal.

As adesões poderão ser feitas a partir de 1º de setembro de 2022.