Completamos 8 anos de Informação!

8-anos-guia-tributario

O Blog Guia Tributário completa 8 anos de informações para os profissionais das áreas fiscal e contábil.

Neste período, publicamos milhares de postagens técnicas, alterações, artigos, avisos, agenda e comentários.

Queremos agradecer a nossos mais de 96.000 seguidores – que são nosso grande incentivo para prosseguirmos, bem como as dezenas de colunistas que se esforçaram para trazer conteúdos relevantes neste canal.

Nossa missão é servir a você, comunicando as novidades na seara tributária!

Até Onde o REFIS é a Solução?

Por Sivaldo Nascimento

Sabedor da inviável carga tributária a que submete o contribuinte, o Governo lança periodicamente Programas de Regularização Tributária, sob a denominação de “Parcelamento Incentivado” os tais “REFIS”.

Após diversos Programas lançados, conclui-se que tais “REFIS” não resolvem o problema do contribuinte, apenas atendem a gana do Fisco em “RECOLHER”, satisfazer o caixa do Governo a curto prazo.

Apontamos abaixo algumas das irregularidades desses Programas que buscamos afastar judicialmente, de forma a defender os direitos dos contribuintes, permitindo a regularidade daqueles que heroicamente mantém a difícil tarefa de Gestão Empresarial neste país.

  • Pagamento de entrada, o que pode inviabilizar a adesão de alguns contribuintes;
  • O reduzido prazo de parcelamento pode tornar as parcelas muito elevadas, comprometendo o caixa da empresa e forçando-a a desistir do programa;
  • Tratamento desigual entre os contribuintes, ferindo principio constitucional;
  • Confissão irrevogável e irretratável do débito (inciso I, §4º do art. 1º) de forma ilegal;
  • Solidariedade dos Sócios – o que compromete o patrimônio pessoal dos sócios;
  • Aceitação plena e irretratável das condições da MP (inciso II, § 4º do art. 1º);
  • Obrigação de pagar regularmente os Tributos vincendos;
  • Renúncia a qualquer impugnação ou recursos administrativos e ações judiciais que versem sobre os débitos a incluir no parcelamento;
  • Cobrança de juros e multas confiscatórias/ilegais;
  • O programa fere princípios constitucionais de Isonomia, da Capacidade Contributiva, do Livre acesso ao Judiciário, da Segurança Jurídica.

Por via judicial, é admissível a manutenção e regularidade da empresa, de forma que, utilizado-se das vias e medidas legais, seja possível o pagamento sem comprometer a vida financeira da empresa.

Contribuinte: não se intimide – busque alternativas legais para seu Passivo Tributário!

Sivaldo Nascimento

Advogado e Economista, Pós Graduando em Direito Tributário e Processo Tributário pela Escola Paulista de Direito, com larga experiência em Gestão Tributária.

www.advnascimento.com.br

LinkedIn: sivaldo nascimento

Uma  explanação prática e teórica sobre as diversas formas de recuperação tributária - sua contabilidade pode esconder uma mina de ouro - você precisa explorar estes recursos! Recuperação de Créditos Tributários 

Mais informações

Pesquise se sua contabilidade tem $$$!

ComprarClique para baixar uma amostra!

Boletim Tributário e Contábil 24.10.2017

Data desta edição: 24.10.2017

INFORME-SE SOBRE
Simples Nacional – Regras de Transição 2017/2018
A Contabilidade nas Sociedades Cooperativas
GUIA TRIBUTÁRIO ONLINE
Economia Tributária: Incentivos à Inovação Tecnológica
IRF – Rendimentos do Trabalho Não Assalariado
PIS e COFINS – Aspectos Gerais
GUIA CONTÁBIL ONLINE
Aquisição de Bens por Meio de Consórcio
Cheques Pré-Datados ou Devolvidos
Lançamentos de Movimentações Bancárias
IRPJ
Instituído Formulário para Acompanhamento de Destruição de Bens
Custo Arbitrado – Estoques
PIS E COFINS
Pode ser Creditado PIS e COFINS sobre Fretes nas Operações Isentas?
ICMS-ST Deve Ser Excluído da Base de Cálculo do PIS e COFINS
ARTIGOS E TEMAS
Cliente que Abandona Documentos Contábeis ou Fiscais
Livros Abrangidos pelo SPED-Contábil
Obrigações Fiscais e Contábeis dos Condomínios
PUBLICAÇÕES PROFISSIONAIS ATUALIZÁVEIS
Manual do Simples Nacional
Contabilidade do Terceiro Setor
Reforma Trabalhista na Prática!