Boletim Tributário e Contábil 15.05.2015

GUIA TRIBUTÁRIO ONLINE
Economia Tributária: PIS e COFINS – Créditos – Quotas de Depreciação
IRF – Aluguéis e Royalties Pagos a Pessoa Física
Arrolamento de Bens e Direitos
GUIA CONTÁBIL ONLINE
Estoques – Produtos Agrícolas
Carta de Responsabilidade da Administração
Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC)
DIA-A-DIA TRIBUTÁRIO
Qual a Receita a Considerar na Cobrança de Créditos de Terceiros?
Simples Nacional: Revenda de Produtos Farmacêuticos, Perfumaria e Higiene
CPRB – Industrialização por Encomenda
ICMS: Alíquota Interestadual – Bens Importados
FISCALIZAÇÃO
Acompanhamento Diferenciado dos Contribuintes
IRPF: Como não Cair na Malha Fina da Receita
OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS
ECF: Conheça as Normas Gerais de Escrituração
Quais os Livros Obrigatórios Perante o Imposto de Renda?
ARTIGOS E TEMAS
Crise e Planejamento Tributário
Desconsideração da Personalidade Jurídica – Blindagem Patrimonial dos Sócios
Mais Tópicos Tributários
PUBLICAÇÕES ELETRÔNICAS ATUALIZÁVEIS
Contabilidade Geral – Exame de Suficiência
Planejamento Tributário – IPI
ICMS – Teoria e Prática

ICMS: Alíquota Interestadual – Bens Importados

Desde 01.01.2013, a alíquota ICMS, nas operações interestaduais com bens e mercadorias importados do exterior, é de 4% (quatro por cento).

A alíquota aplica-se aos bens e mercadorias importados do exterior que, após seu desembaraço aduaneiro:

I – não tenham sido submetidos a processo de industrialização;

II – ainda que submetidos a qualquer processo de transformação, beneficiamento, montagem, acondicionamento, reacondicionamento, renovação ou recondicionamento, resultem em mercadorias ou bens com Conteúdo de Importação superior a 40% (quarenta por cento).

O Conteúdo de Importação é o percentual correspondente ao quociente entre o valor da parcela importada do exterior e o valor total da operação de saída interestadual da mercadoria ou bem.

A alíquota de importação não se aplica:

I – aos bens e mercadorias importados do exterior que não tenham similar nacional, definidos em lista editada pelo Conselho de Ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex) para os fins desta Resolução;

Nota: a Resolução Camex 79/2012 dispõe a lista de bens sem similar nacional.

II – aos bens produzidos em conformidade com os processos produtivos básicos de que tratam o Decreto-Lei 288/1967, e as Leis 8.248/1991, 8.387/1991, 10.176/2001, e 11.484/2007.

III – às operações que destinem gás natural importado do exterior a outros Estados.

Base: Resolução do Senado Federal 13/2012 e Convênio ICMS 38/2013 (anteriormente vigorou o Ajuste Sinief 19/2012).

ICMS eletrônico atualizável - bases do imposto e seus principais aspectos teóricos e práticos. Linguagem acessível abrange as principais características do ICMS e Tabela do CFOP. Clique aqui para mais informações. ICMS – Teoria e Prática

Mais informações

Pague em até 6x sem juros no cartão de crédito!

ComprarClique para baixar uma amostra!